Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande, SP, Brazil
"Sou o que sua mente interpreta, mas que sempre se engana!".

sábado, 4 de dezembro de 2010

MOMENTOS NOSTÁLGICOS

Momentos Nostálgicos. Quem nunca teve alguns desses momentos que trazem o passado de volta?

Momentos e lembranças boas ou ruins (prefiro as boas) de um tempo que passamos e como a velha frase diz:”Não volta mais!”

Me lembro de sábados como os de hoje quando eu era mais novo, uns 14/15 anos, em que “ eu alugaria um jogo do meu vídeo-game”. Me lembro que todos os sábados eram praticamente iguais, mas eu ADORAVA!

Acordava cedo, tomava meu café, logo em seguida tínhamos que fazer a faxina do fim de semana. E claro que depois da obrigação vem a diversão.

Depois de encher o filtro de água, limpar todas as estantes da sala e quartos, de ir a feira e lavar a área da cachorra, FINALMENTE a recompensa: Alugar meu joguinho de SNES.

Não tive uma infância muito “atirada” digamos assim, onde jovens de hoje com seus 14/15 anos estão em baladas agitadas. Tive uma infância tranqüila com meu vídeo-game ou com amigos que moravam na rua e nos reuníamos para jogar alguma coisa na calçada.

Lembrar disso me faz bem. Me faz bem e me faz querer voltar para aqueles dias felizes.

Mas não dá. Todos sabem disso. Todos tiveram seus momentos bons que lembram até hoje e dizem a mesma coisa: “Que saudade!”

Não entendo por que as coisas que acontecem hoje não tem o mesmo impacto que antigamente. Tudo que acontece não fica guardado com tanta “força” como os de antes.

Não consigo lembrar de um passado mais recente e sentir a saudade que gostaria.

Por que será?

Talvez por que crescemos e as lembranças serão outras.

Não serão mais de brincadeiras na rua com amigos, mas sim de reuniões em barzinhos onde damos várias risadas sobre o que conversávamos.

Não serão mais das inocentes partidas de vídeo-game que tirávamos algumas vezes com amigos em casa, mas sim das nossas “travessuras adultas”.

Mesmo não tendo o mesmo impacto de antes, creio que lembranças sempre irão existir.

Boas ou ruins elas estarão lá. Para nos derrubar ou levantar. Para nos motivar ou desmotivar. Para nos fazer chorar ou rir.

Hoje me lembrei de um dos meus sábados que eu gostaria que nunca acabasse.

Mas a vida é diferente do que a gente pensa e temos que nos acostumar e continuar VIVENDO.

Como uma frase que li um dia: “O passado deve ser um trampolim, não um sofá”.

Confesso que ultimamente o “sofá” tá confortável, mas isso não dura muito e logo terei que usar o trampolim pra construir mais “passados felizes”.

Por hora...


“Me acorde apenas quando o mundo voltar ao normal”

Nenhum comentário:

Postar um comentário