Quem sou eu

Minha foto
Praia Grande, SP, Brazil
"Sou o que sua mente interpreta, mas que sempre se engana!".

sexta-feira, 24 de dezembro de 2010

FELIZ NATAL

Hoje é um dia especial...sim É UM DIA ESPECIAL!
Dia de alegrias, de festa, de confraternização, de não ver ninguém chorando ou tendo problemas, um dia em que as pessoas TEM q se reunir pra festejar o nascimento DELE!
Hoje uma amiga de minha irmã faleceu e agora ela ta meio baquiada com a notícia.
Olha, não é querendo ser insensível, mas perdi meus pais cedo e agora eu NÃO QUERO mais climas tristes. E me desculpe mais uma vez por isso e espero que Deus me perdoe, mas eu nem conheço essa pessoa. Apenas espero que ela fique com Deus e que vá em paz.
Hoje eu quero comemorar o nascimento, não o falecimento, mesmo por que eu acredito que a morte NÃO É O FIM!
É o começo de um novo período!
Tristeza hoje?
NÃO!!!ME RECUSO!!!JÁ CHOREI DEMAIS ANTES!!!
Agora quero alegria e sorriso nos rostos das pessoas!
Só peço sinceramente que Deus dê força suficiente para todas as pessoas que estão passando por problemas difíceis no momento. Apenas isso!
Chega de filmes de terror, agora só quero comédia!
De agora em diante não quero mais chorar de tristeza e sim de emoção!
Alegria galera...2011 tá ae!
Vamos lutar contra a dor, contra as coisas ruins!
Vamos superar tudo isso de cabeça erguida!
A VIDA CONTINUA e eu também não quero gente chorando quando eu me for!
Pois a morte não é o fim!
Eu encerro esse post desejando a todos um FELIZ NATAL com muita paz, alegria, amor, esperança, saúde, dinheiro e tudo que for de MELHOR!!!!!!
Que Deus ilumine nossas cabeças no dia de hoje e nos abençoe com sua proteção divina!



BOAS FESTAS!!!!

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Elequiéh Balahh

Video maluco que fiz de um terrorista viciado em Salame!
Muitas críticas positivas sobre esse vídeo.
Já era pra postar esse vídeo a algum tempo, mas acabei esquecendo.
Mas agora tá ae!Quem gostar comenta...hehehe!XD
video

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Dama da Lua

Uma vez andando numa bela noite sobre o calçadão de uma cidade tranqüila e fria, vagava em pensamentos sobre muitas coisas que me deixavam confuso.

Pensava nos dias de verão e lembrava de toda a agitação que já tinha passado, olhava para as lojas fechadas e um vento gelado passou sobre mim e me fez desviar o olhar para um horizonte escuro e muito bem acompanhado por uma iluminada Lua. Olhei por alguns instantes um tanto hipnotizado por aquela luz que me trouxe um sentimento de solidão tão forte e aquilo me fez perguntar o quanto deve ser triste ser sozinho.

Olhei para as montanhas ao lado e me perguntei se existiria alguém morando por lá.

Mesmo com toda aquela beleza que a Lua me proporcionava eu tentava desviar meus olhares dela com medo de (talvez) ser “amaldiçoado” por tal sentimento.

Não me senti triste, mas senti algo que não me agradava e sabia que tinha algo a ver com solidão. Acho que eu não teria esse sentimento se, naquela noite fria, tivesse a companhia de alguém especial. Iria admirá-la sem pensar em solidão ou o quanto ventava frio naquele momento.

Eu adoro a Lua e acho que existe algo muito forte e místico naquele fenômeno da natureza.

Ela é o que podemos dizer de “Luz na escuridão”, atraindo muitas pessoas com toda a sua beleza e luz que traz vários sentimentos diferentes para cada ser existente na Terra.

Eu lembro de sua luz intensa e de sua cor azulada e limpa no céu escuro de uma noite de inverno. Parecia que ela queria me dizer algo e eu talvez não tenha escutado, parecia que ela estava me acompanhando, parecia que ela era a única que conversava comigo naquele momento.

Nunca mais vi uma Lua tão linda e bela como aquela e talvez seja muito difícil revê-la. Só sei que se eu a ver de novo, espero estar acompanhado pra contar sobre como é ser “acompanhado pela natureza” e saber que nunca estamos sozinhos nesse mundo.

Eu sou prova disso e deixo aqui neste texto como foi ter a companhia de um fenômeno da natureza que eu nomeei de:

A DAMA DA LUA



sábado, 4 de dezembro de 2010

MOMENTOS NOSTÁLGICOS

Momentos Nostálgicos. Quem nunca teve alguns desses momentos que trazem o passado de volta?

Momentos e lembranças boas ou ruins (prefiro as boas) de um tempo que passamos e como a velha frase diz:”Não volta mais!”

Me lembro de sábados como os de hoje quando eu era mais novo, uns 14/15 anos, em que “ eu alugaria um jogo do meu vídeo-game”. Me lembro que todos os sábados eram praticamente iguais, mas eu ADORAVA!

Acordava cedo, tomava meu café, logo em seguida tínhamos que fazer a faxina do fim de semana. E claro que depois da obrigação vem a diversão.

Depois de encher o filtro de água, limpar todas as estantes da sala e quartos, de ir a feira e lavar a área da cachorra, FINALMENTE a recompensa: Alugar meu joguinho de SNES.

Não tive uma infância muito “atirada” digamos assim, onde jovens de hoje com seus 14/15 anos estão em baladas agitadas. Tive uma infância tranqüila com meu vídeo-game ou com amigos que moravam na rua e nos reuníamos para jogar alguma coisa na calçada.

Lembrar disso me faz bem. Me faz bem e me faz querer voltar para aqueles dias felizes.

Mas não dá. Todos sabem disso. Todos tiveram seus momentos bons que lembram até hoje e dizem a mesma coisa: “Que saudade!”

Não entendo por que as coisas que acontecem hoje não tem o mesmo impacto que antigamente. Tudo que acontece não fica guardado com tanta “força” como os de antes.

Não consigo lembrar de um passado mais recente e sentir a saudade que gostaria.

Por que será?

Talvez por que crescemos e as lembranças serão outras.

Não serão mais de brincadeiras na rua com amigos, mas sim de reuniões em barzinhos onde damos várias risadas sobre o que conversávamos.

Não serão mais das inocentes partidas de vídeo-game que tirávamos algumas vezes com amigos em casa, mas sim das nossas “travessuras adultas”.

Mesmo não tendo o mesmo impacto de antes, creio que lembranças sempre irão existir.

Boas ou ruins elas estarão lá. Para nos derrubar ou levantar. Para nos motivar ou desmotivar. Para nos fazer chorar ou rir.

Hoje me lembrei de um dos meus sábados que eu gostaria que nunca acabasse.

Mas a vida é diferente do que a gente pensa e temos que nos acostumar e continuar VIVENDO.

Como uma frase que li um dia: “O passado deve ser um trampolim, não um sofá”.

Confesso que ultimamente o “sofá” tá confortável, mas isso não dura muito e logo terei que usar o trampolim pra construir mais “passados felizes”.

Por hora...


“Me acorde apenas quando o mundo voltar ao normal”

sábado, 13 de novembro de 2010

DESPEDIDA

É engraçado como às vezes tenho sonhos esquisitos. Às vezes sonhos com gente que nunca vi antes ou com lugares que nem sei se existem de verdade.

Alguns não me chamam nenhuma atenção, já outros ficam na memória durante o dia e fico me perguntando o porquê daquele sonho e o que supostamente significaria ele.

Prefiro não comentar sobre seu significado, já que nem sempre são certos.

Mas esse último sonho me chamou atenção pelo fato de ser extremamente parecido com a nossa vida.

Despedidas. Quem gosta de despedidas?

Isso depende. Depende das pessoas com quem convive. Se for um relacionamento forte, amigável, pode ser que a despedida seja um tanto triste. Do contrário, você desejará aquele momento como nunca antes desejou.

Nesse sonho eu estava no curso de informática, pelo qual já terminei a alguns meses, e então eu andava pela escola, visitava classes, observava pessoas, amigos, professores.

Dentro de mim eu sabia que aquilo tudo iria acabar. Não sentia tristeza. Apenas observava e pensava comigo mesmo como seria dali em diante.

Um pouco antes de terminar meu curso cheguei a pensar sobre isso, mas não sei por que no meu sonho dei mais importância do que na vida real. Talvez um sentimento guardado, não sei dizer.

Voltando ao sonho. Eu conversava com alguns amigos e eles pareciam empolgados com o fato de tudo aquilo acabar. Mas não estavam pensando nas amizades, estavam pensando nas provas, trabalhos, aulas chatas, etc.

Então me lembro de ter que assinar alguns papéis de rotina para poder sair da escola dizendo pra mim mesmo: “Consegui!”.

Mas aquilo não me deixava feliz. Enquanto assinava continuava pensando o que seria dali pra frente. Ouvia agitação, euforia por parte dos outros. Também me deixava confuso o fato de não conhecer quase ninguém daquela turma. Apenas uma velha amiga que conheci a anos me cumprimentou, dando um “Tchau gato!”. Dali em diante, meu silencio gravava todas aquelas imagens. Pessoas se despedindo, alguns amigos já se preparando pra um futebol na praia, garotas eufóricas, algumas chorando, e todo aquele cenário me deixou apenas um sentimento:

SAUDADE.

Engraçado, pois não conhecia nem metade do pessoal. Mas “passamos” por vários momentos juntos durante as aulas. Era o que eu sentia. Perguntava-me também sobre o destino nos separar naquele momento. Será que iriam lembrar esse dia? Das pessoas? Dos amigos?

De TUDO?

Me fez refletir sobre os encontros de nossa vida e quando iríamos nos ver de novo. Quando me silenciei por alguns instantes e tudo parecia em câmera lenta, gravei cada gesto e movimento pra que não se perdesse em minha memória. E que talvez um dia eu conte a algum filho ou neto. Logo que foram embora, também me pus a ir e assim acabou o sonho.

Acordei com uma sensação estranha, não ruim, apenas uma saudade que me fez soltar algumas lágrimas.

A nossa vida é assim. Todas as pessoas que conhecemos estão ali, talvez por um momento, ou não. Talvez as vejamos muitas vezes, talvez não. O que fazer?

Apenas dê valor as suas amizades enquanto estão ali ao seu lado. Faça-as rir, abrace, beije, conte uma história, comam juntos, bebam, enfim... APROVEITEM O MÁXIMO!


e não esqueçam...


"Me acordem apenas quando o mundo voltar ao normal"

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

DÚVIDAS

Já faz um tempo que não posto aqui. Hoje decidi deixar um pouco do que tenho “guardado” dentro de mim.

Acho que ultimamente ando cheio de dúvidas quanto a TUDO!

A Vida, os Amigos, etc...

Dúvidas que encharcam a minha cabeça com um peso enorme que carrego e, me vendo sem respostas concretas e definitivas, fico sem saber o que fazer que decisão tomar na idéia de continuar prosseguindo e ter a certeza de estar no caminho correto com as pessoas corretas (não santas apenas corretas). Dúvidas e mais dúvidas.

Amigos.

Será que eles são mesmos amigos de verdade?

Ou tudo gira em torno de uma falsidade omitida?

Amores.

Será que eles existem?
Será que amamos de verdade ou nos escondemos na hipocrisia?

Justiça.

Será que existe Justiça, não só neste país, mas no mundo todo?

Será que o que acontece é para um bem maior?

O Mundo.

Tanta coisa acontecendo, nós estamos tentando evitar tantas coisas.

Mas será que é o certo evitar?

Ou devemos deixar acontecer para aprendermos algo e evoluir?

Será que tudo é inevitável?

Já não é a primeira vez que me sinto assim tão cheio de dúvidas. Mas posso dizer, COM TODA A CERTEZA, que se você tiver fé suficiente NELE, irá conseguir essas respostas.

A longo, médio ou curto prazo. Mas terá! FATO.

Certezas absolutas acredito eu, que sejam um tanto quanto difíceis, mas algumas certezas nós podemos ter e através delas, tirarmos conclusões e decisões para nossa vida!

Evolução?

O que seria evolução?

Existem tantas teorias sobre isso que ficaríamos loucos tentando descobrir todas elas.

Farei o possível, mas não dou certeza de evoluir completamente. Apenas uso da minha fé para chegar o mais próximo disso. Um dia quem sabe...

O que se esconde através da máscara do mundo?

Hoje eu diria na minha sã consciência de ser humano, louco, maluco, apaixonado, sincero, engraçado, irônico e de vários outros defeitos e virtudes, que o mundo está vestido sobre uma máscara que esconde a verdade. Verdade que pra muitos precisa ser escondida, pra outros deve ser revelada. Talvez pra manter a fé dentro delas, ou tentar arrancar a fé de dentro delas.

Para que não se mantenham “cegas”. Para que enxerguem e tenham forças pra enfrentar o que construíram dentro de si mesmos.

Falo também por mim que tantas vezes construí coisas destrutivas e hoje, apesar de um tanto calejado, às vezes ainda construo. E revelo a vocês que é muito difícil sair de seu próprio pesadelo. Normalmente é nessa hora que a verdade precisa ser revelada antes de você se jogar num abismo do qual talvez não consiga sair.

Onde está a força nessa hora?

Amigos?Família?Namorada?EM VOCÊ MESMO?

Isso eu também não sei responder, assim sendo, MAIS UMA DÚVIDA!

Apenas tenha fé em si mesmo e acredite no que seu coração diz.

Das portas que você abriu sem permissão ele pode ser a chave certa para abrir a porta que você nunca enxergou antes!

A da sua felicidade!


Por hora...

"Me acorde apenas quando o mundo voltar ao normal"

terça-feira, 5 de outubro de 2010

ANJO DA NOITE

Sonhei que estava passeando com amigos (dos quais não lembro agora), por um lugar diferente, pra não dizer estranho!

Não sei se era a noite que estava chegando, mas o local era bem escuro.

Parecia algum tipo de rua abandonada não sei explicar. Mas uma pessoa me chamou atenção no outro lado da rua.

Um rosto conhecido, de muitos anos atrás, mas que ainda não tinha sumido de minhas lembranças!

Uma amiga distante, que estava diferente na aparência. Seus cabelos estavam roxeados, e seu olhar me parecia tão diferente de antes da época de escola.

Ela estava com um amigo e uma amiga em frente a uma casa.

Me senti receoso em cumprimentá-la, mesmo assim, fui. Dei um tímido “oi” e recebi um gesto que nunca tinha recebido antes!

Ela segurou minha mão dizendo coisas que tocaram meu coração e me deixaram sem palavras. Ela dizia: “Nossa, que tristeza é essa dentro de você?”, “Você precisa tomar um passe!”.
Eu fiquei abismado com tanta verdade numa pessoa que não me via a anos e me senti acima de tudo, compreendido! Ela parecia ter lido minha mente naquele momento, então olhei para o amigo dela que estava entrando na casa e disse: “Estranho essas pessoas sensitivas, não é?”

Ele me olhava de maneira estranha, sorrindo com afirmação sobre minhas palavras.

Ela segurava minha mão como se estivesse sentindo toda a minha dor e aquilo me conquistava de uma forma que não me deixava sair de lá. Não tive vontade de acordar mas, depois de um beijo no rosto que recebi dela, acordei...


por isso que eu digo...

"Me acorde apenas quando o mundo voltar ao normal..."